Literatura e Cinema é tudo !
   
 
 

  Histórico
 13/06/2004 a 19/06/2004

 06/06/2004 a 12/06/2004

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




 

 
 



Escrito por Literário às 15h02
[] [envie esta mensagem
]


 

 

Integrantes do Blogger !

                                                                                           1ª Rodrigo e Kane 2ª Rodrigo, Leopoldo e Liuis...3ª Leopoldo 



Escrito por Literário às 23h32
[] [envie esta mensagem
]


 

 

Ariano Suassuna

          Ariano Vilar Suassuna, nasceu no dia 16 de junho de 1927 em Nossa Senhora das Neves, hoje João Pessoa, Paraíba. Ariano é filho de João Urbano Pessoa de Vasconcelos Suassuna e de Rita de Cássia Dantas Vilar Suassuna.

Quando tinha três anos de idade, seu pai foi assassinado no Rio de Janeiro, por causa de lutas políticas. Depois do trágico episódio, sua mãe mudou-se para Taperoá, com os nove filhos, onde Ariano Suassuna fez os estudos primários.

Foi no sertão nordestino que Suassuna impregnou-se da Cultura Popular, formando, assim, como ele diz, o seu "mundo mítico."

Em 1942, então com 15 anos, foi para o recife, estudar no Colégio Americano Batista. Pouco tempo depois começou a escrever para o TEP ( Teatro dos Estudantes de Pernambuco), que era coordenado por Hermilo Borba Filho. Dentro do TEP foi criado um palco itinerante chamado "Barraca", que era inspirado no "La Barraca" grupo criado pelo poeta Garcia Lorca.

A primeira peça de Ariano Suassuna, chama-se "Uma Mulher Vestida de Sol" e foi escrita em 1947. Dez anos depois ele a reescreveu e mais tarde foi adaptada para a televisão.

Em 1946 Ariano ingressou na Faculdade de Direito do Recife. Depois de formado, exerceu a advocacia até 1956, quando abandonou a profissão para tornar-se professor de  Estética na Universidade de Pernambuco.

Em 1959, com Hermilo Borba Filho, fundou o Teatro Popular do Nordeste.

No início da década de 1970 fundou "O Movimento Armorial". Deste movimento saíram nomes como Antônio Nóbrega e Antônio José Madureira.

Ariano Suassuna foi eleito para Academia Brasileira de Letras em 3 de agosto de 1989.

Pai, avô, advogado, professor, dramaturgo, poeta, romancista, membro da ABL e um amante do Brasil: apaixonado por seu povo e sua cultura, este é o Ariano Suassuna. 

Obras de Suassuna:

 É de tororó(1950), Ode. Recife(1955), Auto da Compadecida(1957), O Casamento suspeitoso(1961), Uma mulher vestida de sol(1964), O santo e a porca(1964), A pena e a lei(1971), Romance d' A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta(1971), Iniciação à estética, Farsa da boa preguiça(1973), Seleta em prosa e verso(1975), História d'o Rei degolado nas catingas do sertão - Ao sol da onça Caetana(1977), História do amor de Fernado e Isaura(1994), Poemas(1999).

 O Santo e a Porca:

 

     Esse livro relata a história de um homem, onde pensa que seus amigos e empregados estão querendo roubar seu dinheiro, e também a um romance envolvido entre sua filha com um dos seus funcionários, que na verdade é filho de seu amigo. O pai de se rapaz vem em busca de um casamento com Margarida que é filha de Ericão. Dodó que abandonou os estudos para se aproximar de Margarida, ele ficou apaixonado quando ela passou uma temporada em sua casa, focou perdidamente apaixonado que se disfarçou para trabalhar no armazém, de Euricão, até conquistar Margarida. Mas seu pai vem visitar Euricão mas ele tem um ataque achando que ele vem para emprestar dinheiro, porem é totalmente diferente o que ele quer é se casar com sua filha. " No decorrer do livro ocorrem brigas entre casais por esse motivo, mas não se separam pois o amor que eles tem um pelo outro é mais forte que tudo ". Margarida não se casa com Eudoro mas sim com seu amado Dodó. E Euricão que só pensava em dinheiro aprende que não é só isso que tem que ter na vida mas sim também o amor.

                            Kane San Chan

Comentários:

Kane: Não foi do meu grande interesse ler. Não gostei da forma em que foi escrita. Indico mais os livros de Jostein Gaarder para quem gosta de filosofia e aventura Medieval Bernard Cornwell que é um dos melhores autores britânicos de ficção histórica e se preferir de fantasia com um suspense os de Philip Pullman que vão sair em filme muito em breve. 

Luis Gustavo: O livro é um exelente livro para pessoas que gostam de uma literatura diferente, por exemplo uma linguagem teatral, como é o caso do livro " O santo e a porca", que é mais voltado para o teatro, pelo seu tipo e estilo de linguagem. 

Gabriel: O livro é engraçado mas seu Eucarião pensa que todos querem dinheiro emprestado. Livro não cansativo e em forma de teatro.

Rodrigo: Livro curioso pela forma que os personagens convivem, são muito religiosos.

Leopoldo: Não foi o livro mais legal que eu já li, mas não me arrependi, gosto mais de um suspense. 

 



Escrito por Literário às 00h22
[] [envie esta mensagem
]